Buscar
  • Aline Paranhos

Você tem um plano B na sua vida profissional?


Fui fazer as contas de setembro ontem e... as contas FECHAM!!! Uhuuu! É a primeira vez em vários meses que isso acontece!


Pandemia, crise, estúdio fechado, trabalhos suspensos, ajudas daqui e de lá, sobrevivemos. Agora sinto que finalmente a gente começa a sair do sufoco e ter mais tranquilidade.


Ambos autônomos, meu marido e eu. Nós temos o estúdio Gelatina Trêmula, já viram?


Nos muitos anos em que trabalhei só como Secretária Executiva, sempre senti esse comichão de que deveria buscar uma outra fonte de renda, desenvolver outro talento, ter “para onde correr” caso faltasse trabalho.


Tentei dar aulas de dança do ventre uma época (siiiiim! Caiam de costas) e depois fiz e vendi umas bijuterias, como hobby mesmo, para ver como iria ser. Depois vem a parte que vocês sabem: licença maternidade, curso de doula, cheguei aqui.


Hoje, quase 3 anos depois da minha demissão daquele CLTesão que eu amava tanto, passei por tantas fases, projetos, ideias, sins e nãos. Hoje sou Secretária Remota, revendedora de chás orgânicos, consultora de parto e facilitadora do aleitamento e, quer saber? Tenho outras duas propostas de trabalho a poucos passos de darem certo! Autônoma, minha gente!!!


Não estou nem perto de atingir os ganhos que tinha na época do emprego fixo, mas sou imensamente feliz por ter todas essas outras habilidades a explorar.


A cifra que separa nossa classe entre os que tem um emprego bacana, convênio médico, pequenos investimentos, restaurantes no final de semana e os que perdem o trabalho e tem que recorrer sabe-se lá a quê para manter minimamente a casa é muito pequena, amigas.

Longe, bem longe de ser um texto cobrando produtividade na quarentena, esta reflexão é para lembrar que precisamos ter alternativas de trabalho remunerado para a manutenção da nossa vida material e emocional.

E tem mais: não se trata apenas de estar seguro financeiramente. Se trata de reconhecer-se múltipla! De se perceber capaz de explorar talentos diversos, se divertir com isso, realizar-se no campo profissional e contribuir para com o mundo com suas habilidades tão únicas.


Quer uma dica para encontrar seu plano B? Se você já sabe de algo que goste, culinária, moda, estética enfim... estude a área! Não tenha receio de começar a estudar do zero. Faça cursos, se encha de conhecimento sobre a área, o mercado, as pessoas que fazem o que você gostaria de tentar etc. Comece a construir seu repertório de ação.


Caso você não tenha ideia do que fazer, conheça-se! O autoconhecimento vai te abrir portas internas que deixarão entrar luz sobre os seus talentos.


Desejo a vocês uma feliz jornada!